Estação Windows: Windows 8 beta pode ser mostrado em setembro

São cada vez mais fortes os rumores de que uma versão beta do Windows 8 deverá despontar nos próximos meses. Segundo observadores, a Microsoft pode fechar em breve a primeira versão interna do novo sistema operacional. Assim, ela teria chance de apresentar um beta público em setembro, na conferência BUILD, para desenvolvedores, que ocorrerá [continua...]

Geek List: 5 ferramentas matadoras para webmasters

É muito útil para um desenvolvedor web ter sempre a mão aplicações específicas para automatizar pequenas tarefas. Além de servir como atalho para entregar um projeto no prazo combinado, quase sempre é mais eficiente do que codificar sua própria ferramenta. A seguir cinco sites que podem salvar seu dia: 1) http://initializr.com/ Com poucos cliques, selecionando [continua...]

INFO Games: PlayStation 4 chega em 2012, diz site

Seria o fim do PS3? Uma fabricante taiwanesa afirmou que o PlayStation 4 será lançado em 2012. A fonte, que não quis se identificar, contou também ao site americano Digitimes que o PS4 terá um controle de movimentos corporais como o Kinect. A Foxconn e a Pegatron Technology ficariam responsáveis pela fabricação do console, com [continua...]

Saiba o momento certo para mudar de emprego

São Paulo - O cenário está propício para quem deseja mudar de emprego. Há vagas disponíveis em diversos setores... (Andrea Giardino, de Você S/A)

Anonymous ataca (de leve) a Apple e a moda “Hacker x the Man x Hacker”

Lulzsec

Anon x Apple. Kinda.

No último domingo (3) o Anonymous lançou um ataque moderado ao servidores da Apple. A ação “penteou” umalista de usuários administradores e senhas a partir de uma tabela dados MySQL.

Uma declaração do Anon confirma que se tratava de uma parte pequena de suas ações de AntiSec (anti-security) mas que estão ocupados com outras coisas:

“Não se preocupem, estamos ocupados em outros lugares” (Anonymous)

O meio utilizado para o ataque não foi informado claramente, embora seja óbvia a tentativa de injeção de SQL.

Segundo relatórios de sites especializados em segurança, é comum a invasão de dispositivos e contas individuais mas, no caso da Apple, ela jamais tinha sido alvo de um hack remoto em seu servidor central.

A maioria das instâncias tidas como alvo de invasões contra a Apple são normalmente contas de usuários, como as do iTunes ou do MobileMe, e comumente envolvem sucessivas tentativas de brute force e engenharia social. Algo que a empresa normalmente responde rápido ou contem a contento sem muitos problemas.

A Apple não se pronunciou a respeito.

The Man x Hackers x Hackers

A ofensiva AntiSec tem atingido uma grande quantidade de alvos. Um dos ataques mais notórios ocorreu não uma, mas três vezes contra o Departamento de Polícia de Fronteiras do estado do Arizona (EUA), do qual uma grande quantidade de informações sigilosas sobre suas operações foram roubadas e publicadas na rede. Isso parece ter sido a gota d’água para aquele governo, junto de outras empresas e organismos que também sofreram ataques pelo mundo, assumirem que a partir de agora todos preferem “caçar” ao invés de meramente “conter” os perpetradores. O discurso hacker de violar qualquer um que represente ideologias de anti-liberdade já não desce mais goela abaixo e agora “the man” contra-ataca.

Com a iniciativa de pronta resposta por parte de governos, organismos, empresas e instituições, grupos mais periféricos com o LulzSec se viram obrigados a desmantelar certas concentrações e inúmeros mandados policiais tem sido emitidos nos quatro cantos do mundo, muitas vezes revelando os elos mais fracos da corrente e grupos paralelos que vão se rompendo pouco a pouco.

No mês passado o grupo LulzSec avisou que estaria se desmembrando e que os seus principais integrantes continuariam trabalhando a partir de outras bandeiras.

Especialistas acreditam que os ataques devem continuar, assim que os integrantes do grupo conseguirem uma maneira de coordenar novas ações e se livrarem das agências de segurança e de três times de hackers de elite (incluindo o Team Poison e o Web Ninjas) contratados para os expor a tempo de evitar isso. É bem provável que se alguma prisão substancial ou dox’ing acontecer no desenrolar das próximas semanas, que os responsáveis sejam outros hackers.

Brasil x Ninguém?

Embora a ação do LulzSec Brasil, em particular, tenha por aqui assumido contornos de papagaiada (CQC de ontem, 4), o grupo ainda se encontra na frente de câmeras canarinhas dando entrevistas, mesmo diante do desmembramento do grupo nos EUA e também de uma possível escurraçada que o hacker brasileiro levou da liderança do LulzSec (listada em nosso fórum pelo ativo leitor Wallacy).

Anonymous ataca (de leve) a Apple e a moda “Hacker x the Man x Hacker”

Comércio vai ao STF contra cobrança de ICMS no comércio eletrônico

Confederação Nacional do Comércio ajuizou uma Ação Direta de Inconstitucionalidade onde pede a suspensão da eficácia do protocolo 21, de abril de 2011, firmado por vários Estados no Confaz. A regra incide sobre as vendas pela Internet e telemarketing.

Deputados não se entendem na redação de lei para punir crimes na Internet

Na onda de ataques de hackers e crackers aos sites do país, os deputados federais divergem sobre a melhor redação para uma lei capaz de tipificar os crimes na Internet. Um grupo de parlamentares apresentou um projeto alternativo ao do, agora, deputado Eduardo Azeredo, o PL 84/89. Segundo eles, a legislação sugerida ameaça a privacidade do internauta e reduz a validade do Marco Civil da Internet. O Convergência Digital disponibiliza a íntegra da proposta alternativa para crimes na Web, em consulta pública no portal e-Democracia.

Após atacar site de Amy Winehouse, grupo hacker agora mira Justin Bieber

Após o barulho causado pelo Anonymous e pelo LulzSec, um novo grupo hacker tem focado seus esforços em atacar sites de cantores famosos, segundo informações do jornal inglês The Guardian. Auto-intitulado SwagSec (Swagger Security), o coletivo já realizou ataques contra as páginas da cantoras Amy Winehouse e Lauren Pritchard.

Agora, o SwagSec mira dois dos cantores pop de maior sucesso na atualidade. De acordo com o Guardian, o grupo afirma também possuir informações sobre Justin Bieber e sobre “uma centena de milhares de centenas de trilhões” de fãs da cantora Lady Gaga.

Além disso, o SwagSec procura se diferenciar de outros grupos hackers dizendo ser um grupo de “hackers negros e gays voando na cara do estereótipo do hacker branco”. “Estamos aqui para retomar a Internet do diabo branco”, escreveu o grupo em sua conta no Twitter.

Universo pessoal
Em seu post no site de Amy Winehouse, o grupo também reclamou o “controle” do site da gravadora Universal, que recentemente foi alvo do Anonymous. “UMusic é nosso território”, afirmou o grupo na página. Vale notar que Winehouse e Pritchard são artistas da gravadora.

Hackers rappers?
Apesar de aparentemente não ter nenhuma ligação direta com o grupo, o rapper californiano Lil B parece ser fonte de inspiração do SwagSec. Desde o nome – swag é uma expressão muito usada pelo músico – até o fato de o grupo usar o rosto Lil B em seus “trabalhos” (incluindo seu perfil no Twitter) nos sites de outros artistas. Além disso, como aponta o Guardian, o cantor acaba de lançar um álbum chamado “I´m Gay”, e em sua invasão ao site de Amy Winehouse o grupo escreveu mensagens dedicando seus esforços ao músico e dizendo amá-lo.

Original IDGNow

Sete serviços grátis para organizar suas redes sociais

Ferramentas como Digsby, NutshellMail, Ping.fm e Spokeo tornam muito fácil gerenciar seus serviços de relacionamento.

As redes sociais são ótimas para manter contato, mas quanto tempo elas tomam de nós? Nossa experiência mostra que é possível gastar um dia inteiro cuidando de seus sites sociais.

A seguir, você vai ver sete maneiras de tornar essa experiência menos complexa. Esses serviços, que incluem desde o Google Latitude até o TweetDeck, conseguem fazer coisas como mostrar todos os seus posts no Tweeter de uma só vez ou juntar todas as suas redes sociais em um só pacote.

Vamos começar pelo Digsby. Trata-se de uma excelente ferramenta para reunir toda sua vida social online, juntando e-mail, comunicadores instantâneos e redes sociais em um único e pequeno pacote. Este download multitarefas integra Facebook, Gmail, Twitter, AIM e alguns outros no conforto de um ícone na bandeja de sistema.

Se você quer saber onde seus filhos estão a qualquer momento no do dia ou da noite, o Google Latitude funciona como uma CarSystem para seus pequenos amados. Acessível a partir de seu telefone celular ou navegador, o Latitude mostra onde as pessoas estão localizadas em um mapa do Google Maps.

É sempre legal ver que alguém escreveu em seu Facebook, mas quando você está ocupado no trabalho, o fluxo de notificações via e-mail das redes sociais pode ser uma boa perda de tempo. O NutshellMail incorpora mensagens do Facebook, Twitter e até de contas secundárias de e-mail em um só lugar, de forma que você pode dar uma rápida olhada em tudo de uma vez

Em vez de gerenciar informações de perfil, o Ping.fm (é necessário se registrar) permite você gerenciar seu status. Vincule este serviço ao Facebook e ao Twitter, por exemplo, e uma única atualização se reflete nas duas redes sociais. Multiplique isso pelos 30 sites sociais suportados e veja que você poderá poupar bastante tempo.

Quer achar um antigo colega de escola ou um amor de velhos tempos? O mecanismo de busca de pessoas Pipl vasculha a web para localizar cada rastro que a pessoa que você procura já deixou online – como todas as fotos, URLs e posts em blogs que conseguir localizar. O Pipl suporta até buscas de pessoas pelo endereço de e-mail, nome de usuário e número de telefone.

As redes sociais transformaram a “cyber-conversação” em passatempo universal, mas quem tem tempo para checar todos os possíveis lugares em que seus amigos se comunicam com você? O serviço web Spokeo (é necessário se registrar) procura nos lugares mais longínquos de 41 redes sociais os mais profundos segredos de seus amigos. Esperamos que você fique orgulhoso de si.
Se você é fanático pela cada vez mais popular rede de microblogs Twitter, provavelmente você deve ficar o tempo todo postando e seguindo Tweets pela interface web do Twitter. O TweetDeck é um download gratuito que permite você acesse o Tweeter via um software cliente – o que pode inclusive ser uma medida de segurança. O programa deixa fazer buscas por palavras, agrupar seus amigos, destruir URLs indesejadas – tudo a partir de uma única janela central.

Saiba como melhorar sua imagem profissional na web

Blogs e redes sociais são ferramentas importantes para dar um gás na carreira. Mas é preciso tomar cuidado com o que é publicado.


A internet pode ser uma grande ajuda na hora de expor suas habilidades no mundo online e de dar um empurrãozinho na carreira.

Mal utilizada, pode ser uma armadilha e revelar mais informações que você gostaria que seu atual - ou futuro - empregador soubesse. Por isso, compilamos 12 dicas para você fazer bom uso da web para se promover e fortalecer seu nome no mundo digital.

1. Fique de olho na privacidade

Várias pessoas usam diferentes redes sociais para separar a vida profissional da particular. É trabalho? Então vai para o LinkedIn. Se for de lazer, Orkut ou Facebook. Mas a verdade é que a maioria dos empregadores tem acesso aos dois tipos de informações. A não ser que você reforce sua privacidade e permita que apenas um número limitado de pessoas tenha acesso aos seus perfis em redes sociais.

2. Não desatualize seu perfil

Para Paolo Pasquini, porta-voz da área de consumo da Microsoft Canadá, os perfis em redes sociais não podem ser criados e depois deixados de lado. “Quando você entra para uma comunidade como o LinkedIn e depois deixa de atualizá-la mostra que você não está tão preocupado com sua carreira”, afirmou. Pasquini sugere usar um agregador que permita atualizar vários perfis de uma vez.

3. Divulgue as informações certas

Quando você entra para as redes sociais, é importante saber quais informações você quer divulgar em todas elas. Por exemplo, todos os seus perfis podem ter a informação de que você é casado e tem filhos. Informações muito pessoais devem ser limitadas a apenas alguns perfis, acessado apenas por familiares e amigos mais próximos.

4. Transparência

Lionel Menchaca, o responsável pelos blogs da Dell, explica que as pessoas precisam deixar claro o motivo pelo qual elas publicam ou postam algumas mensagens. “Em meus posts, procuro equilibrar meus interesses pessoais e meu trabalho como funcionário da Dell. Se você é empregado de uma grande empresa e faz algum comentário como representante dessa companhia, isso tem que ficar claro.”

5. Tenha um site

Apesar de parecer uma medida antiquada, ter um site pessoal ajuda bastante. É como ter um quartel-general online. “As pessoas acham que esse é um truque velho, mas você precisa ter um site para redirecionar seus seguidores no Twitter”, disse John Carson, consultor de mídia interativa social da Echo Communications. Segundo ele, sites são bons pontos de partida para aqueles que querem saber um pouco mais sobre sua vida profissional, por isso é importante ter uma cópia do currículo por lá.

6. Chame atenção

Segundo Carson, investir num perfil online pode ser uma forma de ganhar relevância e ver seu nome aparecer no Google, espontaneamente. Compre um domínio na internet com o seu nome, comece um blog, use tags e comece a colocar links para sites de outras pessoas. Ao mesmo tempo, peça para outros blogueiros colocarem links de volta para seu site/blog. O segredo é manter tudo atualizado, disse Michael O'Connor Clarke, vice-presidente da Thornley Fallis Communications. “Mesmo que você esteja em um bom emprego e tenha estabilidade, ninguém sabe o que pode acontecer no mercado.”

7. Reúna depoimentos e recomendações

“Se você vai contratar uma pessoa, é preciso olhar para ela como uma marca e ver o que as pessoas estão dizendo sobre ela, se elas são bem recomendadas, se receberam depoimentos (que justifiquem essa fama)”, disse Carson, da Echo Communications. Peça para as pessoas escreverem uma pequena referência sobre seu trabalho. “Essa é uma forma pró-ativa de marketing e que qualquer pessoa pode fazer.”

8. Participe de comunidades online

“Ninguém é obrigado a ter um blog, mas com certeza é uma boa ideia participar mais ativamente de comunidades”, afirmou Michael Clarke, da Thornley Fallis. “Se você vê coisas que de fato te interessam ou então um assunto que você domina, por que não comentar sobre elas?”, disse. Isso pode ajudar a demonstrar sua experiência e conhecimento. “Uma coisa é se manter atualizado, outra coisa é usar isso para formar uma comunidade e conversar com ela”, acrescentou Pasquini, da Microsoft Canadá.

9. Na dúvida, evite se expor

Se você não se sente seguro sobre o que falar, evite dar uma mancada no meio online. “É mais difícil apagar uma má impressão”, disse Carson, da Echo Communications. “Há inúmeros casos de pessoas que disseram a coisa errada na hora errada ou um funcionário que mandou um e-mail para quem não devia.”

10. O Facebook é importante

O fato de você não estar no Orkut ou no Facebook não quer dizer que seus amigos não estejam - pior, eles podem estar publicando fotos suas, algumas até constrangedoras. “Se você não está administrando seu perfil corretamente, então outras pessoas podem fazer isso em seu lugar, e não da melhor maneira possível”, disse Pasquini, da Microsoft. Se você não tem um perfil nas redes sociais mais populares, abra um, nem que seja para controlar as informações que possam ser publicadas sobre você.

11. Não se esqueça do Google

Saber o que as pessoas estão falando sobre você pode ser bem mais fácil se você contar com a ajuda do Google. Pesquise seu nome eventualmente e veja se existe alguma informação que possa prejudicar sua reputação. Veja também se é possível entrar em contato com o autor e pedir para a informação ser removida.

12. Seja discreto

Além de administrar todas as informações que seus amigos, inimigos ou parentes possam publicar sobre você, vale a pena seguir uma regra básica: seja discreto e cuidadoso. Tudo que você escreve ou publica na web pode ser encontrado - e usado contra seus interesses. Portanto, moderação ajuda a evitar problemas e manter a (boa) imagem.

Fonte: PCW